Jovens criam carregador portátil que funciona com movimentação das pernas

Uma dupla de jovens do Rio de Janeiro criou um aparelho que pode ajudar a vida de muita gente: um carregador de celular portátil que acumula energia com o movimento das pernas. Rodrigo Sampaio, de 20 anos, e Carlos Eduardo Dias, de 16, são os responsáveis pela invenção do Ônix, um aparelho de 500 gramas que não precisa da rede elétrica para funcionar, como conta a reportagem do O Globo.

O aparelho, capaz de carregar um iPhone até três vezes em uma só carga, funciona da seguinte maneira: dentro de uma bolsinha, ele é preso à perna, na altura das coxas, com fitas. Conectada ao aparelho sai uma haste de alumínio que desce pela perna e se movimenta com o caminhar, criando a energia cinética que o gerador transforma em elétrica. Para carregar o Ônix completamente basta uma caminhada de 3 horas.

Rodrigo e Carlos, que ainda na escola inventaram um robô com a habilidade de resgatar pessoas em áreas de risco para uma feira de tecnologia, criaram o Ônix no ano passado e agora tentam patentear seu projeto. Eles fizeram o pedido de registro do aparelho, e esperam para saber se o sistema é original.

Uma vez com o registro em mãos, a dupla pretende atrair investidores que possam melhorar o projeto. Rodrigo conta que com investimento seria possível diminuir o tamanho do gerador e descartar a bolsa que guarda o aparelho. “Não é dinheiro o que queremos agora. Precisamos de uma empresa que se interesse pelo nosso protótipo e que disponibilize engenheiros para refinarmos o aparelho. Temos muitas ideias. O que nos falta é material para executá-las”, explica o jovem.

noticia_102915Fonte: Administradores

Jovens criam carregador portátil que funciona com movimentação das pernas

Uma dupla de jovens do Rio de Janeiro criou um aparelho que pode ajudar a vida de muita gente: um carregador de celular portátil que acumula energia com o movimento das pernas. Rodrigo Sampaio, de 20 anos, e Carlos Eduardo Dias, de 16, são os responsáveis pela invenção do Ônix, um aparelho de 500 gramas que não precisa da rede elétrica para funcionar, como conta a reportagem do O Globo.

O aparelho, capaz de carregar um iPhone até três vezes em uma só carga, funciona da seguinte maneira: dentro de uma bolsinha, ele é preso à perna, na altura das coxas, com fitas. Conectada ao aparelho sai uma haste de alumínio que desce pela perna e se movimenta com o caminhar, criando a energia cinética que o gerador transforma em elétrica. Para carregar o Ônix completamente basta uma caminhada de 3 horas.

Rodrigo e Carlos, que ainda na escola inventaram um robô com a habilidade de resgatar pessoas em áreas de risco para uma feira de tecnologia, criaram o Ônix no ano passado e agora tentam patentear seu projeto. Eles fizeram o pedido de registro do aparelho, e esperam para saber se o sistema é original.

Uma vez com o registro em mãos, a dupla pretende atrair investidores que possam melhorar o projeto. Rodrigo conta que com investimento seria possível diminuir o tamanho do gerador e descartar a bolsa que guarda o aparelho. “Não é dinheiro o que queremos agora. Precisamos de uma empresa que se interesse pelo nosso protótipo e que disponibilize engenheiros para refinarmos o aparelho. Temos muitas ideias. O que nos falta é material para executá-las”, explica o jovem.

noticia_102915Fonte: Administradores

×

Olá, seja bem-vindo(a)!

Entre em contato agora com nossa equipe.

× Como posso te ajudar?