Dia da Consciência Negra: menos preconceito, mais respeito

Com episódios recentes de racismo noticiados na mídia, o Dia da Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira, 20 de novembro, ganha maior destaque. Os ataques racistas contra a atriz global Taís Araújo mostram que, infelizmente, o racismo ainda impera em nossa sociedade.

Apesar das conquistas alcançadas pelos negros, a luta ainda é grande e diária! Assim como a famosa Taís, muitos negros anônimos sofrem com o preconceito racial todos os dias. Essa realidade precisa ser mudada, afinal, o povo brasileiro é formado por uma mistura de diferentes etnias, todas muito importantes para a construção da nossa cultura e da nossa gente.

Saiba mais sobre o Dia da Consciência Negra

20 de novembro foi definido como Dia da Consciência Negra porque nessa mesma data, no ano de 1695, o revolucionário Zumbi dos Palmares foi morto brutalmente por ser um dos líderes do movimento pelo fim da escravidão no Brasil.

Zumbi morreu, mas deixou um legado. Ele serve de exemplo para muitos ativistas do Movimento Negro, que assim como ele lutam por mais direitos e, principalmente, por respeito à população negra.

foto

Dia da Consciência Negra: menos preconceito, mais respeito

Com episódios recentes de racismo noticiados na mídia, o Dia da Consciência Negra, comemorado nesta sexta-feira, 20 de novembro, ganha maior destaque. Os ataques racistas contra a atriz global Taís Araújo mostram que, infelizmente, o racismo ainda impera em nossa sociedade.

Apesar das conquistas alcançadas pelos negros, a luta ainda é grande e diária! Assim como a famosa Taís, muitos negros anônimos sofrem com o preconceito racial todos os dias. Essa realidade precisa ser mudada, afinal, o povo brasileiro é formado por uma mistura de diferentes etnias, todas muito importantes para a construção da nossa cultura e da nossa gente.

Saiba mais sobre o Dia da Consciência Negra

20 de novembro foi definido como Dia da Consciência Negra porque nessa mesma data, no ano de 1695, o revolucionário Zumbi dos Palmares foi morto brutalmente por ser um dos líderes do movimento pelo fim da escravidão no Brasil.

Zumbi morreu, mas deixou um legado. Ele serve de exemplo para muitos ativistas do Movimento Negro, que assim como ele lutam por mais direitos e, principalmente, por respeito à população negra.

foto

×

Olá, seja bem-vindo(a)!

Entre em contato agora com nossa equipe.

× Como posso te ajudar?