Diante da pandemia do novo coronavírus, o ministro da educação Abraham Weintraub, disse que as escolas precisam ter um novo plano de aulas remotas e que a pasta está se preparando para a suspensão das aulas.

“Manda aulas para os alunos, disponibiliza o email, Youtube, Skype, internet para evitar aglomeração e transmissão do coronavírus”, disse por meio de vídeo. Para o ministro, é importante que escolas e faculdades pensem em um “cenário de contigência” e preparem para “medidas emergenciais pontuais”.

Weintraub sugeriu também trabalho remoto de funcionários e mudança no período de férias em universidades e institutos federais. Paralelo a isso, o Ministério da Saúde (MS) analisa a possibilidade de antecipar férias escolares. Outra opção em estudo é adiantar o período de féridas de dezembro para os meses de inverno.

 

No estado, a Faculdade PIO XII ainda não alterou o calendário, mas o diretor-geral Luciano Vilaschi Chibib, se mostrou disponível a acatar a sugestão do Ministério da Saúde, de aumentar o período de férias em julho.

 

Veja mais abaixo:

 

Para saber mais