Faltam poucos dias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A prova tem como intuito avaliar a qualidade do ensino médio no Brasil e é a principal via de acesso ao ensino superior. Apesar de ser uma aplicação de prova atípica, uma vez que serão necessárias adaptações em decorrência do Covid – 19, em relação ao exame em si não haverá tantas mudanças.

A novidade deste ano é a aplicação do Enem Digital, uma versão informatizada da prova. 96 mil estudantes que optaram pela modalidade digital farão o exame via computador. Os demais inscritos farão o exame no formato impresso.

Estrutura e aplicação da prova

O Enem impresso acontecerá em dois domingos: 17 e 24 de janeiro. Os estudantes que forem realizar a prova precisam obrigatoriamente portar caneta esferográfica preta e documento original com foto.

A estrutura do exame continuará a mesma dos anos anteriores. Serão 180 questões divididas em quatro provas objetivas, além de uma redação discursiva. O primeiro dia do exame será destinado para as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação, Ciências Humanas e suas Tecnologias e terá duração de 5 horas e 30 minutos. Já no segundo dia serão aplicadas as provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias com duração de cinco horas.

É importante que o candidato esteja atento aos horários de abertura e fechamento dos portões do local de prova, que são escolhidos e comunicados previamente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Tradicionalmente, eles são abertos às 12h e fechados às 13h. Contudo, as provas só começam a ser distribuídas às 13h30.

O resultado do Enem será divulgado dia 29 de março de 2021.

Como usar a nota do Enem?

O Enem se tornou a principal porta de entrada para faculdades e universidades. O Sistema de Seleção Unificado (Sisu), que utiliza como critério de escolha a nota do Enem, é o principal meio para ingressar em uma universidade pública.

O exame também é utilizado como complemento da nota do vestibular tradicional em algumas universidades. Em instituições privadas, a nota do Enem pode ser usada como forma direta de ingresso, sem a necessidade de outro processo seletivo.

A nota do Enem ainda facilita o acesso ao ensino superior por meio de diversos programas do Governo Federal. Entre eles, o Programa Universidade para Todos (ProUni) que concede bolsa de 100% em faculdades particulares. Também é possível financiar a graduação em uma instituição particular por meio do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (FIES).

Como ingressar na PIO XII pela nota do Enem?

Os candidatos que tenham participado do Enem nos últimos dois anos poderão utilizar as notas obtidas para ingressar na Faculdade PIO XII. Não é necessária a realização de prova, apenas a inscrição, que deverá ser feita no site da Faculdade no período de inscrições de cada processo seletivo.

Os requisitos para aprovação são a obtenção de nota mínima de 400 pontos nas provas de Matemática e suas tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias, Ciências Humanas e suas tecnologias, Linguagens, Códigos e suas tecnologias e a não obtenção de nota zero na Redação.

Formas de ingresso na PIO XII

Além da entrada pela nota do Enem, a Faculdade PIO XII oferece outras possibilidades de ingresso. São elas: transferência de estudantes oriundos de outra instituição; segunda graduação (sem necessidade de prova); vestibular; reingresso de desistentes ou após abandono de curso; Programa Mais bolsa; Programa Nossa Bolsa; FIES.