Professor participa de Encontro de Gestores do Corredor Central da Mata Atlântica

O Professor da PIO XII, Alexandre Iunes, que leciona disciplinas na área de Direito Ambiental, participou do XII Encontro da Rede de Gestores do Corredor Central da Mata Atlântica, na Reserva Ambiental da Vale, em Linhares, entre os dias 17 e 21 de agosto.

De acordo com o Professor, trata-se de um importante fórum de discussão e aprimoramento, composto pelos principais gestores de Unidades de Conservação (UC) do ES e BA. “Participo desta importante Rede de Gestores de Unidades de Conservação, que é formada em sua maioria por servidores públicos especialistas na área de conservação, pois represento há seis anos uma unidade de conservação particular, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Sayonara, que é da propriedade de um importante cliente da empresa de consultoria ambiental da qual sou sócio, a MGA Ambiental”, explica.

Além dos gestores das unidades de conservação capixabas e baianas, também participaram importantes gestores públicos da área ambiental. O evento foi financiado pelo FUNBIO (Fundo Brasileiro para a Biodiversidade).

Sobre o Corredor

O Corredor Central da Mata Atlântica tem mais de 8,5 milhões de hectares e estende-se por todo o estado do Espírito Santo e pela porção sul da Bahia. Para mais informações, clique aqui.

 IMG_0399-site IMG_0324

Professor participa de Encontro de Gestores do Corredor Central da Mata Atlântica

O Professor da PIO XII, Alexandre Iunes, que leciona disciplinas na área de Direito Ambiental, participou do XII Encontro da Rede de Gestores do Corredor Central da Mata Atlântica, na Reserva Ambiental da Vale, em Linhares, entre os dias 17 e 21 de agosto.

De acordo com o Professor, trata-se de um importante fórum de discussão e aprimoramento, composto pelos principais gestores de Unidades de Conservação (UC) do ES e BA. “Participo desta importante Rede de Gestores de Unidades de Conservação, que é formada em sua maioria por servidores públicos especialistas na área de conservação, pois represento há seis anos uma unidade de conservação particular, a Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Fazenda Sayonara, que é da propriedade de um importante cliente da empresa de consultoria ambiental da qual sou sócio, a MGA Ambiental”, explica.

Além dos gestores das unidades de conservação capixabas e baianas, também participaram importantes gestores públicos da área ambiental. O evento foi financiado pelo FUNBIO (Fundo Brasileiro para a Biodiversidade).

Sobre o Corredor

O Corredor Central da Mata Atlântica tem mais de 8,5 milhões de hectares e estende-se por todo o estado do Espírito Santo e pela porção sul da Bahia. Para mais informações, clique aqui.

 IMG_0399-site IMG_0324

×

Olá, seja bem-vindo(a)!

Entre em contato agora com nossa equipe.

× Como posso te ajudar?