No último dia 16, a professora Neydi Christo, representando a Associação Brasileira de Recursos Humanos no Espírito Santo (ABRH/ES) fala a respeito das dificuldades de se arrumar emprego no estado.

Segundo dados captados pela reportagem, quase 230 mil pessoas estão desempregadas no ES e um dos motivos apontados pelo conteúdo apresentado nas duas edições matinas da TV Gazeta seria a distancia do local onde mora.

Ao entrevistar moradores e representantes de bairros mais periféricos há relatos de um dos motivos seria a localidade e não exatamente a distância.

A professora Neydi, representando a ABRH/ES, afirma que na verdade há uma consideração pela qualidade de vida do candidato, “Se eu tenho equivalência nessas competências e posso proporcionar a esse candidato uma qualidade de vida melhor, porque ele mora mais perto, vai chegar mais rápido e vai conseguir chegar mais cedo em casa, isso pode sim ser um critério de escolha. Mas isso não é um primeiro critério de corte”.

Ela ainda orienta que o candidato se prepare para as entrevistas e que no ato de relatar sobre o local onde mora, já deixe claro que isso não é um empecilho para ele.

Quer ver a matéria completa? Clique na imagem abaixo e confira!

 

Fonte: https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2020/01/16/desempregados-relatam-a-dificuldade-de-conseguir-emprego-por-causa-de-onde-moram-no-es.ghtml