Nesta edição de “Por onde andam os primeiros Biomédicos do Espírito Santo” nós vamos saber como está Samuel de Alcântara Silva Júnior. Ele colou grau em janeiro de 2013, depois de muito estudo e dedicação.

A dedicação do Samuel começou muito cedo. Como o ensino das escolas públicas não o agradava, ele começou a correr atrás de bolsa de estudo em escolas particulares. Chegando no Colégio PIO XII, conversou com o Diretor Cristiano Chibib, que não tinha bolsa disponível, mas lhe ofereceu um estágio. “Com isso, eu estudava na parte da manhã, e trabalhava na parte da tarde. E isso foi fundamental para a escolha do meu curso superior, pois eu soube do curso de BIOMEDICINA por meio do jornal da Faculdade PIO XII, que era entregue sempre no Colégio. Como já tinha aptidão pela área de saúde, foi amor à primeira vista”, conta Samuel.

Ao se formar, o Aluno prestou vestibular para BIOMEDICINA na Faculdade PIO XII e foi aprovado, porém, apenas isso não tornaria seu sonho possível. O aluno conversou com o Diretor Cristiano novamente e disse que dependia do emprego para realizar seu sonho. O Colégio o contratou em período integral e o aluno continuou por mais dois anos no Colégio, até que um dia surgiu uma oportunidade de estágio no Laboratório-Escola da Faculdade PIO XII. “Fui aprovado com ajuda de um curso de extensão aos sábados. Nove meses após o início do estágio, ganhei uma bolsa de pesquisa na UFES e fiquei lá até o final de 2013”, completa.

Um pouco antes de colar grau, Samuel foi contratado pela CPPT (Centro de Pesquisa e Projetos tecnológicos) e ficou na empresa por um ano e cinco meses. Mas seu objetivo era trabalhar com análises clínicas e ele acabou saindo da empresa e voltando para Belo Horizonte, em Minas Gerais, sua cidade natal. Em 2015, foi contratado pelo Hospital SOCOR por três anos e, nesse tempo, fez uma Pós-Graduação em Gestão da Garantia da Qualidade em Laboratório, terminando-a em 2018. “Logo após receber meu diploma, eu assumi a Coordenação de um laboratório do SUS e, no final de 2018, fui chamado para ser Supervisor de Laboratório de uma unidade da Rede Mater Dei de Saúde. O Hospital está em expansão, eram duas unidades e eles abriram a terceira, que foi a que assumi”, revela. Em tempo: a Rede Mater Dei de Saúde se equipara a hospitais como Albert Einstein e Sírio Libanês. 

“Se pudesse voltar atrás, faria tudo de novo, porque foi um benefício muito bom para o meu futuro”, suspira o Biomédico. Parabéns pela trajetória, Samuel! A PIO XII continua na torcida pelo seu sucesso profissional!