Orgulho PIO XII! Na última sexta-feira, dia 18, Lucas Meigre, acadêmico do curso de Biomedicina, teve seu artigo publicado pela Revista Einstein do Hospital Albert Einstein, considerada como uma das mais conceituadas revistas científicas do País. O aluno foi orientado pelo Professor Dr. Rodrigo Pratte e contou com o Programa de Bolsas de Iniciação Científica (PBIC) da Instituição, coordenado pelo docente.

A pesquisa intitulada “Prevalência da deficiência de G6PD e caracterização molecular dos polimorfismos G202A, A376G e C563T em neonatos no Sudeste do Brasil”, aceita em junho de 2018, foi realizada em colaboração com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Vitória.

O trabalho objetivou analisar a prevalência da deficiência de G6PD e caracterizar, por ensaios moleculares, os polimorfismos G202A, A376G e C563T em recém-nascidos. Como conclusão a pesquisa constatou que os pacientes avaliados possuíam em seu DNA o polimorfismo genético G202A/A376G, considerado o mais comum na população brasileira portadora da deficiência de G6PD. Confira na íntegra: Einstein – jan.2018

A prestigiada Revista Einstein é uma publicação oficial de divulgação científica do Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein, sediada em São Paulo, cujo objetivo é registrar a produção e as contribuições da comunidade científica nacional e internacional na área da saúde.

Sem dúvidas esta publicação evidência o quanto a equipe PIO XII vem trabalhando com seriedade e afinco para a ampliação da produção científica, confirmando mais uma vez o seu compromisso com a qualidade da educação.

Sobre a G6PD: a Glicose-6-Fosfato Desidrogenase, mais conhecida como G6PD, é uma enzima presente em todas as células do nosso corpo, auxiliando na produção de substâncias que as protegem de fatores oxidantes.

Sobre a deficiência de G6PD: como a própria expressão sugere, trata-se da carência dessa enzima – seja por não tê-la em quantidade suficiente, seja porque ela não funciona como deveria.

Sobre polimorfismo genético: fala-se de polimorfismo genético para designar a existência de diferentes alelos de um mesmo gene, o que implica mudanças na sequência genética entre integrantes de uma certa população.