A nossa Presidente de Honra da Faculdade PIO XII, Maria Thereza Villaschi Chibib, viajou a Singapura – ou Cingapura – numa missão educacional com o SINEPE – Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado.

Além de ter saído na Coluna Social Hélio Dórea, a notícia foi publicada em matéria do jornal A Tribuna desta terça-feira, 5. A reportagem traz as motivações da viagem.

Em tempo: Cingapura ou Singapura?

A dúvida: o nome de Cingapura seria grafado com “s” após o acordo ortográfico — Singapura — como em Portugal.

Para explicar a origem da dupla grafia, vale voltar um pouco no tempo. A palavra foi originalmente grafada com no século 16. Depois, passou a vigorar em Portugal, provavelmente por influência do inglês (Singapore), a versão com s. Em 1945, a reforma ortográfica registrou o termo como Singapura. A nova forma passou a valer em Portugal. No entanto, como o Brasil rejeitou o acordo, por aqui continuou vigorando a forma Cingapura.

A ambivalência está presente nos principais dicionários brasileiros. O Houaiss registra Cingapura, o Aurélio, Singapura. A versão mais recente do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa, da Academia Brasileira de Letras, registra os adjetivos cingapurense, cingapuriano e também singapurense.

 

Fonte: Manual de Comunicação do Senado.