O período de inscrição para o FIES foi prorrogado para esta sexta-feita, 02 de março.

Por G1 -28/02/2018
Previstas para terminar nesta quarta-feira (28), as inscrições para o Novo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foram prorrogadas pelo Ministério da Educação. O programa oferece créditos para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. Na tarde desta quarta, o MEC anunciou que adiou o prazo final de inscrição para esta sexta-feira (2).
Em nota, Vicente Almeida, diretor de políticas e programas de educação superior do MEC, explicou que “a decisão foi tomada para não prejudicar os candidatos e instituições, uma vez que cerca de 400.000 inscrições ainda se encontram na fase de preenchimento no Sistema de Seleção do Fies”.
De acordo com o MEC, até as 17h desta quarta, o sistema registrava 387.488 inscrições concluídas e 427.431 inscrições em andamento.

Como se inscrever

  1. Os candidatos devem acessar o site http://fiesselecao.mec.gov.br e clicar em “Primeiro Acesso”.
  2. Depois disso, é preciso digitar o CPF e a data de nascimento. O sistema buscará o boletim de desempenho do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pedirá que sejam registrados uma senha de acesso e um e-mail.
  3. Em seguida, o candidato deve entrar em seu e-mail e abrir a mensagem enviada pelo Fies. Haverá um link de ativação para que o estudante possa se inscrever no programa.
  4. Depois de ativar, é preciso retornar ao site do Fies Seleção e clicar em “já sou cadastrado”.
  5. Agora, é só digitar a senha e o e-mail cadastrados.
  6. O candidato precisará preencher os dados pessoais e informar a renda de cada membro de sua família (que more no mesmo domicílio).
  7. Para concluir a inscrição, o estudante deve escolher uma das modalidades do Fies e, em seguida, selecionar até 3 opções de curso.
  8. É possível mudar a opção de curso até o dia 28 de fevereiro, quando acabam as inscrições.

O que é conceito de curso no Fies?

O conceito de curso é a nota final de qualidade dada pelo Ministério da Educação (MEC) aos cursos de graduação de instituições de ensino superior credenciadas.

Na inscrição do Fies, o sistema pede que o aluno preencha qual a nota do curso no qual o candidato quer estudar. Para descobrir essa informação, é preciso entrar no site http://emec.mec.gov.br/.

Em seguida, basta usar um dos filtros disponíveis. No exemplo a seguir, o objetivo é descobrir o conceito de curso de fisioterapia na PUC-SP:

Passo 1- Clicar em “Consulta avançada” e digitar o nome da instituição, o município, o tipo de credenciamento (se é presencial ou EAD) e o código de verificação.

 Passo 1 na busca pelo Conceito de Curso (Foto: Reprodução)

Passo 2- Após clicar em “avançar”, o sistema mostrará a lista de cursos da instituição. Nesse caso, clicaremos na aba “graduação” e depois em “fisioterapia”.

Passo 3- Depois de clicar no curso, o sistema mostrará vários dados: data de início de funcionamento, carga horária, etc. Na parte “Histórico dos índices do curso”, é necessário ver a linha do ano mais recente e o número que está abaixo de “CC” (Conceito de Curso).

Requisitos

Para disputar as vagas, é necessário cumprir dois requisitos:

  • ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).
  • possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) de 3 (três) a 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies (quando o agente financeiro é o banco).

Modalidades do Fies

O novo Fies tem duas modalidades:

Fies: Candidatos cuja renda familiar per capita seja de até 3 salários mínimos. Nesse tipo de financiamento, o pagamento será feito com juros zero.

Caso o estudante se encaixe nessa faixa de renda, só poderá participar do P-Fies se não houver vaga para o curso desejado na primeira modalidade.

P-Fies: Candidatos cuja renda familiar per capita esteja entre 3 e 5 salários mínimos. Nessa modalidade, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito (banco).

Pagamento

Os candidatos aprovados no Fies, que tenham renda familiar per capita de até 3 salários mínimos, deverão pagar durante o curso, mensalmente, uma taxa de coparticipação.

Após a conclusão da graduação, o estudante quitará a dívida de acordo com sua realidade financeira. A parcela a ser paga por mês dependerá de sua renda.

Notas de corte

Todos os dias, até o encerramento das inscrições, o sistema do Fies informa a nota de corte parcial de cada curso que participa do programa. Ela é calculada com base no desempenho no Enem de todos os inscritos e o número de vagas disponível.

O candidato pode usar essa nota de corte como referência para escolher um curso em que tenha mais chance de ser aprovado. É possível mudar a opção de graduação até o dia 28 de fevereiro.

Ordem de preferência

Além da nota do Enem, há outros critérios para selecionar candidatos. Em ordem de prioridade, estão os seguintes perfis:

  • Candidatos que não tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
  • Candidatos que não tenham concluído o ensino superior, mas já tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado;
  • Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e não tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil;
  • Candidatos que já tenham concluído o ensino superior e tenham sido beneficiados pelo financiamento estudantil e o tenham quitado.

Resultados

Os resultados serão publicados em 5 de março de 2018 para a modalidade Fies. Para o P-Fies (financiado por bancos), a lista de aprovados sairá em 12 de março.