Infraero aprova novo projeto do aeroporto e encaminha ao TCU

As obras de ampliação do Aeroporto de Vitória devem ser retomadas até março deste ano. Na tarde desta segunda-feira (10), a Infraero enviou para o Tribunal de Contas da União (TCU), os projetos executivos e de orçamento para a ampliação do terminal.

Os projetos foram elaborados pelo consórcio responsável pela obra, formado pelas empresas Camargo Corrêa, Mendes Júnior e Estacon Engenharia. Antes de ser entregue ao TCU, a Infraero teve o prazo de 10 dias para analisar o documento.

De acordo com a assessoria de imprensa da estatal, o órgão aprovou e não solicitou nenhuma alteração nos projetos. A análise do TCU é a última etapa antes da obra do aeroporto ser autorizada.
Em entrevista ao programa CBN Vitória, a deputada federal, Rose de Freitas (PMDB), que acompanha o caso em Brasília, acredita que as obras devem recomeçar no mês de março. A Infraero, por sua vez, declarou que não há previsão de recomeço das obras.

As obras de ampliação do Aeroporto Eurico Salles tiveram início em 2005, mas estão paralisadas desde 2008, após constatação de superfaturamento e outras irregularidades. Anos depois, chegou a ser divulgado que o projeto executivo das pistas e do pátio de aeronaves seria feito pelo Exército.

No entanto, em 2011, o Exército informou que não poderia assumir as obras do aeroporto. A alegação foi que a instituição já estava responsável por 70 obras em todo Brasil e não teria condições de concluir o trabalho no Espírito Santo.

A Infraero só vai divulgar o valor da obra de ampliação do Aeroporto de Vitória depois da aprovação do TCU. O Tribunal de Contas da União informou que não há um prazo estipulado para entregar a análise do projeto.

Infraero aprova novo projeto do aeroporto e encaminha ao TCU

As obras de ampliação do Aeroporto de Vitória devem ser retomadas até março deste ano. Na tarde desta segunda-feira (10), a Infraero enviou para o Tribunal de Contas da União (TCU), os projetos executivos e de orçamento para a ampliação do terminal.

Os projetos foram elaborados pelo consórcio responsável pela obra, formado pelas empresas Camargo Corrêa, Mendes Júnior e Estacon Engenharia. Antes de ser entregue ao TCU, a Infraero teve o prazo de 10 dias para analisar o documento.

De acordo com a assessoria de imprensa da estatal, o órgão aprovou e não solicitou nenhuma alteração nos projetos. A análise do TCU é a última etapa antes da obra do aeroporto ser autorizada.
Em entrevista ao programa CBN Vitória, a deputada federal, Rose de Freitas (PMDB), que acompanha o caso em Brasília, acredita que as obras devem recomeçar no mês de março. A Infraero, por sua vez, declarou que não há previsão de recomeço das obras.

As obras de ampliação do Aeroporto Eurico Salles tiveram início em 2005, mas estão paralisadas desde 2008, após constatação de superfaturamento e outras irregularidades. Anos depois, chegou a ser divulgado que o projeto executivo das pistas e do pátio de aeronaves seria feito pelo Exército.

No entanto, em 2011, o Exército informou que não poderia assumir as obras do aeroporto. A alegação foi que a instituição já estava responsável por 70 obras em todo Brasil e não teria condições de concluir o trabalho no Espírito Santo.

A Infraero só vai divulgar o valor da obra de ampliação do Aeroporto de Vitória depois da aprovação do TCU. O Tribunal de Contas da União informou que não há um prazo estipulado para entregar a análise do projeto.

×

Olá, seja bem-vindo(a)!

Entre em contato agora com nossa equipe.

× Como posso te ajudar?