Espírito Santo perde 14 municípios na lista do novo mapa turístico

A nova lista de municípios turísticos exclui as cidades de Água Doce do Norte, Águia Branca, Alto Rio Novo, Apiacá, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Fundão, Laranja da Terra, Pedro Canário, Piúma, Rio Novo do Sul, Sooretama e Vila Valério

O Espírito Santo reduziu de 78 para 64 o número de municípios participantes de suas 10 regiões turísticas. O levantamento foi divulgado pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram identificados 2.175 municípios em 291 regiões turísticas.
“Isso acontece porque o Ministério do Turismo e as secretarias estaduais estão identificando os municípios que têm mesmo vocação para o turismo. É normal, e, principalmente em época de crise, é necessário não perder o foco e investir onde realmente há vocação para o turismo”, explica o secretário de Estado de Turismo, José Sales Filho, em entrevista ao programa CBN Cotidiano.
São cinco categorias entre os municípios (A, B, C, D e E), que, segundo Sales, ajuda a orientar os investimentos e as políticas públicas, considerando que as categorias A e B têm relevância maior. Na categoria A estão Vitória e Guarapari, ao lado de outras cidades como Búzios, Porto de Galinhas e Caldas Novas.
A nova lista de municípios turísticos exclui as cidade de Água Doce do Norte, Águia Branca, Alto Rio Novo, Apiacá, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Fundão, Laranja da Terra, Pedro Canário, Piúma, Rio Novo do Sul, Sooretama e Vila Valério.
O Espírito Santo está separado em dez regiões chamadas de circuitos culturais: Caparaó; Costa e da Imigração; Doce Pontões Capixaba; Doce Terra Morena; Imigrantes; Metropolitana; Montanhas Capixabas; Pedras, Pão e Mel; Vales e do Café; e região Verde e das Águas. “Os nomes foram um consenso em 2004, quando foram criadas essas regiões, entre governo e profissionais do turismo, e fazem referência ao que caracteriza cada região”, explica o secretário.
REGIÕES E MUNICÍPIOS
Região Metropolitana: Cariacica, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.
Região Montanhas Capixabas: Afonso Cláudio, Brejetuba, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Marechal Floriano, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante.
Região dos Imigrantes: Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa e São Roque do Canaã.
Região do Caparaó: Alegre, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Iúna, Irupi, Jerônimo Monteiro, Muniz Freire e São José do Calçado.
Região do Verde e das Águas: Aracruz, Conceição da Barra, Jaguaré, Linhares, Rio Bananal e São Mateus.
Região Doce Pontões Capixabas: Baixo Guandu, Colatina, Governador Lindenberg, Mantenópolis, Marilândia, Pancas e São Domingos do Norte.
Região dos Vales do Café: Atílio Vivácqua, Cachoeiro de Itapemirim, Mimoso do Sul e Muqui.
Região da Costa e da Imigração: Alfredo Chaves, Anchieta, Iconha, Itapemirim, Marataízes, Presidente Kennedy.
Região Doce Terra Morena: Montanha, Mucurici, Pinheiros e Ponto Belo.
Região Pedras Pão e Mel: Ecoporanga, Nova Venécia, São Gabriel da Palha, Vila Pavão
ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: 

Espírito Santo perde 14 municípios na lista do novo mapa turístico

A nova lista de municípios turísticos exclui as cidades de Água Doce do Norte, Águia Branca, Alto Rio Novo, Apiacá, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Fundão, Laranja da Terra, Pedro Canário, Piúma, Rio Novo do Sul, Sooretama e Vila Valério

O Espírito Santo reduziu de 78 para 64 o número de municípios participantes de suas 10 regiões turísticas. O levantamento foi divulgado pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram identificados 2.175 municípios em 291 regiões turísticas.
“Isso acontece porque o Ministério do Turismo e as secretarias estaduais estão identificando os municípios que têm mesmo vocação para o turismo. É normal, e, principalmente em época de crise, é necessário não perder o foco e investir onde realmente há vocação para o turismo”, explica o secretário de Estado de Turismo, José Sales Filho, em entrevista ao programa CBN Cotidiano.
São cinco categorias entre os municípios (A, B, C, D e E), que, segundo Sales, ajuda a orientar os investimentos e as políticas públicas, considerando que as categorias A e B têm relevância maior. Na categoria A estão Vitória e Guarapari, ao lado de outras cidades como Búzios, Porto de Galinhas e Caldas Novas.
A nova lista de municípios turísticos exclui as cidade de Água Doce do Norte, Águia Branca, Alto Rio Novo, Apiacá, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Fundão, Laranja da Terra, Pedro Canário, Piúma, Rio Novo do Sul, Sooretama e Vila Valério.
O Espírito Santo está separado em dez regiões chamadas de circuitos culturais: Caparaó; Costa e da Imigração; Doce Pontões Capixaba; Doce Terra Morena; Imigrantes; Metropolitana; Montanhas Capixabas; Pedras, Pão e Mel; Vales e do Café; e região Verde e das Águas. “Os nomes foram um consenso em 2004, quando foram criadas essas regiões, entre governo e profissionais do turismo, e fazem referência ao que caracteriza cada região”, explica o secretário.
REGIÕES E MUNICÍPIOS
Região Metropolitana: Cariacica, Guarapari, Serra, Viana, Vila Velha e Vitória.
Região Montanhas Capixabas: Afonso Cláudio, Brejetuba, Castelo, Conceição do Castelo, Domingos Martins, Marechal Floriano, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante.
Região dos Imigrantes: Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa e São Roque do Canaã.
Região do Caparaó: Alegre, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Iúna, Irupi, Jerônimo Monteiro, Muniz Freire e São José do Calçado.
Região do Verde e das Águas: Aracruz, Conceição da Barra, Jaguaré, Linhares, Rio Bananal e São Mateus.
Região Doce Pontões Capixabas: Baixo Guandu, Colatina, Governador Lindenberg, Mantenópolis, Marilândia, Pancas e São Domingos do Norte.
Região dos Vales do Café: Atílio Vivácqua, Cachoeiro de Itapemirim, Mimoso do Sul e Muqui.
Região da Costa e da Imigração: Alfredo Chaves, Anchieta, Iconha, Itapemirim, Marataízes, Presidente Kennedy.
Região Doce Terra Morena: Montanha, Mucurici, Pinheiros e Ponto Belo.
Região Pedras Pão e Mel: Ecoporanga, Nova Venécia, São Gabriel da Palha, Vila Pavão
ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: