Orgulho PIO XII! A Coordenadora do curso de Ciências Contábeis, Tamires Endringer, recebeu pelo segundo ano consecutivo o cargo de Juíza do programa Inclusive Innovation Challenge (Desafio de Inovação Inclusiva), organizado pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) – EUA.

Em 2018 ela participou do processo de seleção de Juízes e foi escolhida para atuar em processos na América Latina. Neste ano, a nossa docente não precisou passar pela seleção, ela foi diretamente convidada para exercer o cargo novamente. Em atuação, Tamires julgará a viabilidade financeira, econômica e estrutural de projetos da região que buscam subsídios junto ao MIT.

“Estou imensamente feliz por mais uma nomeação. Perguntaram-me porque estou otimista sobre o futuro do trabalho e eu respondi que acredito que o trabalho é a única forma de evolução do mundo e das pessoas, sendo capaz de realizar sonhos” explica Tamires.

O programa irá distribuir cerca de 2 milhões de dólares para a realização de projetos que tragam soluções necessárias para reinventar o futuro do trabalho. Projetos que desenvolvam a chamada inovação inclusiva, que é o uso da tecnologia para gerar oportunidades econômicas para pessoas com renda moderada e baixa.

Premiação

Em cada uma das 4 categorias de premiação da IIC, serão anunciados 3 finalistas latino-americanos. Estes 12 Finalistas Regionais irão para a celebração da IIC da América Latina, que neste ano será no México. No evento, 8 Finalistas Regionais receberão 5.000 dólares. 4 Vencedores Regionais receberão 20.000 dólares e uma viagem com todas as despesas pagas para o MIT, onde terão a oportunidade de ganhar cada um 250.000 dólares em sua categoria de premiação.

Sobre o MIT

O Massachusetts Institute of Technology (MIT) é um dos principais centros de estudo e pesquisa em ciências, engenharia e tecnologia. Fundado em 1861, em Cambridge, nos EUA, o instituto formava profissionais que atendessem a demanda das indústrias, que cresciam a passos largos no país. Em meados da década de 1930 que o MIT passou a focar sua formação em pesquisas científicas de base e inovação tecnológica.

A universidade já formou mais de 120 mil alunos e seus ex-alunos e professores ganharam 85 prêmios Nobel (o mais conhecido deles é Richard Feynman, considerado o pai da física quântica) e centenas de vencedores das principais premiações de tecnologia – além de 34 astronautas.

Fonte: https://www.mitinclusiveinnovation.com/our-mission/

Parabéns, Professora Tamires, por mais uma grande conquista!