Como deve ser o gestor que faz o negócio prosperar?

As relações no trabalho estão evoluindo de forma exponencial nesses últimos anos, e os gestores precisam estar atentos para saber conduzir estas mudanças de forma assertiva e, consequentemente, produtiva!

Estamos na era da colaboração, e se o gestor não entender essa dinâmica, será muito difícil que os profissionais se sintam engajados e possam produzir e atender às expectativas da liderança. Colaborar é vital, colaborar é se preocupar genuinamente com o outro e cooperar com os seus desafios.

No marketing 3.0, não temos mais diferença entre o pessoal e profissional. A evolução tecnológica torna os profissionais disponíveis o tempo todo. De certa forma, isso é muito bom, pois nos proporciona praticidade e mobilidade.

Por outro lado, além da dificuldade de nos desconectarmos, ficamos muito mais vulneráveis. Sendo assim, é fundamental que o gestor esteja sensível a isso e saiba lidar não só com o perfil profissional de seu colaborador como também com o lado pessoal, que está constantemente exposto no mundo digital.

A inteligência emocional é responsável por grande parte do nosso sucesso, e o gestor deve buscar o equilíbrio de suas emoções, sob pena de “perder” a sua equipe. A liderança que sabe usar a inteligência emocional cria um ambiente muito positivo e de confiança, conseguindo o máximo de engajamento da sua equipe.

A relação entre as diferentes gerações também é um aspecto que se não for bem trabalhado, será um ponto de muitos problemas. Se for bem administrado, fará a equipe ter um alto desempenho. Vale frisar que a audácia e a maturidade juntas causam um bem enorme para a empresa. Não dar importância para esse aspecto ou entender que essa relação se resolve sozinha, se configura em um grande erro que, infelizmente, a maioria dos gestores incorre.

Outro ponto importante é a gestão de mudança. Todos os dias,nós temos novos desafios. Quem estiver mais preparado para mudar, inovar e disseminar a importância desta constante transformação, terá mais chances de gerir uma equipe motivada e produtiva!

O gestor deve buscar o melhor desempenho, atingir objetivos e cumprir suas metas, mas sempre com um olhar mais amplo,administrando as diferenças, promovendo o diálogo, buscando o entendimento, envolvendo e comprometendo as pessoas que trabalham com ele. O bom gestor é um verdadeiro líder e terá sucesso se trilhar esse caminho!

artigo_87613

Fonte: Administradores

Como deve ser o gestor que faz o negócio prosperar?

As relações no trabalho estão evoluindo de forma exponencial nesses últimos anos, e os gestores precisam estar atentos para saber conduzir estas mudanças de forma assertiva e, consequentemente, produtiva!

Estamos na era da colaboração, e se o gestor não entender essa dinâmica, será muito difícil que os profissionais se sintam engajados e possam produzir e atender às expectativas da liderança. Colaborar é vital, colaborar é se preocupar genuinamente com o outro e cooperar com os seus desafios.

No marketing 3.0, não temos mais diferença entre o pessoal e profissional. A evolução tecnológica torna os profissionais disponíveis o tempo todo. De certa forma, isso é muito bom, pois nos proporciona praticidade e mobilidade.

Por outro lado, além da dificuldade de nos desconectarmos, ficamos muito mais vulneráveis. Sendo assim, é fundamental que o gestor esteja sensível a isso e saiba lidar não só com o perfil profissional de seu colaborador como também com o lado pessoal, que está constantemente exposto no mundo digital.

A inteligência emocional é responsável por grande parte do nosso sucesso, e o gestor deve buscar o equilíbrio de suas emoções, sob pena de “perder” a sua equipe. A liderança que sabe usar a inteligência emocional cria um ambiente muito positivo e de confiança, conseguindo o máximo de engajamento da sua equipe.

A relação entre as diferentes gerações também é um aspecto que se não for bem trabalhado, será um ponto de muitos problemas. Se for bem administrado, fará a equipe ter um alto desempenho. Vale frisar que a audácia e a maturidade juntas causam um bem enorme para a empresa. Não dar importância para esse aspecto ou entender que essa relação se resolve sozinha, se configura em um grande erro que, infelizmente, a maioria dos gestores incorre.

Outro ponto importante é a gestão de mudança. Todos os dias,nós temos novos desafios. Quem estiver mais preparado para mudar, inovar e disseminar a importância desta constante transformação, terá mais chances de gerir uma equipe motivada e produtiva!

O gestor deve buscar o melhor desempenho, atingir objetivos e cumprir suas metas, mas sempre com um olhar mais amplo,administrando as diferenças, promovendo o diálogo, buscando o entendimento, envolvendo e comprometendo as pessoas que trabalham com ele. O bom gestor é um verdadeiro líder e terá sucesso se trilhar esse caminho!

artigo_87613

Fonte: Administradores