CPA – Comissão Própria de Avaliação

CPA - FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO - Administração, Comércio Exterior, Ciências Contábeis e Logística

Objetivos da CPA – Comissão Própria de Avaliação

A Comissão Própria de Avaliação (CPA) é um órgão de representação acadêmica com funções de:

  • Conduzir os processos de autoavaliação da instituição;
  • Preparar o projeto de auto-avaliação institucional a ser encaminhado à Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES, submetendo-o à aprovação do Conselho Universitário;
  • Determinar procedimentos de avaliação interna de cursos, áreas e da instituição, em consonância com as determinações da CONAES;
  • Sistematizar, analisar e interpretar as informações do curso, da área ou da instituição, compondo assim uma visão diagnóstica dos processos pedagógicos, científicos e sociais da instituição e identificando possíveis causas de problemas, bem como possibilidades e potencialidades;
  • Subdelegar competências no âmbito de cursos e áreas, para comissões setoriais, determinando prazos para o cumprimento dos objetivos estabelecidos e especificando a forma de composição, o prazo de mandato e a dinâmica de funcionamento;
  • Dar ampla divulgação de sua composição e de todas as suas atividades;
  • Propor à Direção Geral ações que melhorem a qualidade das atividades acadêmicas, a serem encaminhadas às instâncias competentes;
  • Receber a Comissão Externa de Avaliação e prestar as informações solicitadas pela CONAES e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP;
  • Convocar professores e técnicos-administrativos, na forma da lei, e convidar alunos e membros da comunidade externa para prestar informações, fornecer documentos e detalhar dados enviados;
  • Propor alterações nas competências da CPA ao Diretor Geral;
  • Enviar o relatório final de avaliação para a Congregação de Professores para apreciação e homologação.

Representantes da CPA – Comissão Própria de Avaliação

Coordenador da CPA:  Prof. Luciano Alves

Representantes docentes
– Profª. Paula Jenaína
– Prof. Adriano Marcos de Souza

Representante discentes
– Tania Mara Silva
– Luzia da Ré Lourenço

Representantes do Corpo Técnico-Administrativo
– Éricka Ribett
– Delimara Pena Barcelos

Representante da Sociedade Civil Organizada
– Kelly Figueiredo da Rocha Kiefer

Avaliação Interna

É um processo contínuo da Comissão Própria de Avaliação por meio do qual a Instituição constrói conhecimentos sobre sua realidade, buscando compreender o significado do conjunto de suas atividades para melhorar a qualidade educativa e alcançar maior relevância social.

Dimensões a serem consideradas no processo de Auto-Avaliação

Estabelecidas pelo Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES previsto na Lei n° 10.861 de 14-04-2004, e regulamentado pela Portaria Ministerial n° 2.051, de 19-07-2004 e segundo as diretrizes emanadas pelo Conselho Nacional de Avaliação da Educação Superior – CONAES.

1 – Missão e PDI (Plano de Desenvolvimento Institucional).
2 – Política para o ensino, pesquisa, pós-graduação, extensão e normas de operacionalização, incluídos os procedimentos para estímulo à produção acadêmica, atividades de extensão, bolsas de pesquisa, monitoria e demais modalidades;
3 – Responsabilidade Social da Instituição: Contribuição em relação à inclusão social, ao desenvolvimento econômico e social, à defesa do meio ambiente, da memória cultural, da produção artística e do patrimônio cultural.
4 – Comunicação com a sociedade: Estratégias, recursos e qualidade da comunicação interna e externa.
5 – Políticas de pessoal, as carreira do corpo docente e técnico-administrativo, seu aperfeiçoamento, desenvolvimento profissional e condições de trabalho.
6 – Organização e gestão da Instituição: Funcionamento e representatividade dos colegiados e sua interdependência, autonomia na relação com a mantenedora e a participação dos segmentos da comunidade acadêmica nos processos decisórios.
7 – Infra-estrutura física, especialmente a de ensino e de pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação.
8 – Planejamento e avaliação em relação aos processos, resultados e eficácia da auto-avaliação Institucional: Adequação e efetividade do projeto Institucional e pedagógico de cada curso.
9 – Políticas de atendimento a estudantes e egressos: Programas e critérios utilizados para atender aos princípios inerentes à qualidade de vida estudantil.
10 – Sustentabilidade financeira, tendo em vista o significado social da continuidade dos compromissos na oferta da educação superior.
11 – Outras dimensões: Itens importantes para a identidade institucional, suas especificidades e missão (hospital, inserção regional e outros).
Para respeitar as especificidades de cada instituição e manter sua autonomia, o roteiro de auto-avaliação para estas dimensões está organizado em três núcleos:

Etapas da Avaliação Interna

Primeira: preparação
– Constituição da Comissão Própria de Avaliação (CPA)
– Sensibilização
– Elaboração do Projeto de avaliação

Segunda: desenvolvimento

– Ações
– Levantamento de dados
– Análise das informações e relatórios parciais

Terceira: consolidação

– Relatório
– Divulgação
– Balanço crítico

Orientações Gerais

Orientações Gerais 
Orientações CONAES
Comissão Própria de Avaliação – Diretrizes – Reunião com os alunos

Lei nº 10.861, de 14 de abril 2004

Relatórios de Avaliação

Relatório de Avaliação 2014 / Postado no site do MEC em março/15

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica docente

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica discente

Relatórios de Avaliações  – CPA FAESES

Relatório de Avaliação 2014 / Postado no site do MEC em março/15

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica docente

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica discente

CPA - FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE ESPÍRITO SANTO - Biomedicina

Regulamento

Regulamento

Você sabe o que é a CPA?

  • A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da Faculdade de Ciências Biomédicas do Espírito Santo (FCBES) visa promover um processo de informação e sensibilização de professores, alunos, funcionários e a comunidade de modo a assegurar a compreensão, participação, cooperação e adesão de toda a comunidade acadêmica no Programa de Avaliação Institucional.
  • Tem como objetivo implementar o processo de avaliação em caráter institucional, de acordo com as diretrizes, critérios e estratégias estabelecidas pelo Sistema Nacional da Educação Superior (SINAES), instituído pela Lei nº. 10861, de 14 de abril de 2004, em consonância com as diretrizes internas, princípios e critérios definidos pela Instituição de Ensino Superior (IES).
  • A CPA da FCBES compete coordenar e articular os processos de avaliação interna da instituição (autoavaliação), sistematizar e disponibilizar as informações por eles geradas, bem como prestar as informações solicitadas pelo INEP, com base no art. 11 da Lei nº. 10.861/2004.
  • A autoavaliação caracteriza-se por um processo contínuo que envolve a participação ativa de todos os segmentos da Instituição, buscando promover uma autoanálise segundo as dimensões previstas no SINAES, na perspectiva de relacionar a realidade institucional com o ideal desejado e, assim, refletir sobre as realizações da Instituição, sua organização e atuação, na busca constante da melhoria da qualidade da educação superior.
A Comissão Própria de Avaliação (CPA) mantém um cronograma com o acompanhamento das atividades.
Veja o que já foi realizado e o que está programado:
Fases/Ações Data prevista Status
1.    Reunião da Comissão Própria de Avaliação. 29/04/2016 Realizada
2.    Reunião com docentes. 30/04/2016 Realizada
3.    Reunião com líderes das turmas. 04/05/2016
4.    Reunião com corpo técnico-administrativo. 05/05/2016
5.    Revisão dos instrumentos de avaliação. 09 a 13/05/2016*
6.    Divulgação aos atores institucionais (docentes, discentes, corpo técnico-administrativo e egressos) da referida pesquisa (sensibilização). Maio/2016
7.    Aplicação da pesquisa. 06 a 08/06/2016*
8.    Tabulação dos dados. Junho a julho /2016
9.    Análise dos resultados e elaboração de propostas de melhorias. 1ª Quinzena de Agosto/2016
10.  Reunião com direção e apresentação de propostas de melhorias. 2ª Quinzena de Agosto/2016
11.  Divulgação dos Resultados. 1ª Quinzena de Setembro/2016
12.  Acompanhamento da implementação das ações de melhorias propostas. Setembro a novembro/2016
13.  Elaboração do Relatório Anual. Dezembro/2016
14.  Entrega do Relatório Anual. Fevereiro/2017

Representantes da CPA – Comissão Própria de Avaliação

Coordenador da CPA:  Prof. Afrânio Côgo Destefani

Representante docente 

– Profª. Olívia do Rosário Soares

Representante discente
– Gabriela Sperandio Trabach

Representante do Corpo Técnico-Administrativo
– Ericka Rodrigues Ribett

Representante da Sociedade Civil Organizada
– Carmem Lúcia Corrêa

Resultados da Avaliação Institucional

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica docente

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica discente

CPA - FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS- Direito

Você sabe o que é a CPA?

  • A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da  Faculdade Espírito Santense de Ciências Jurídicas visa promover um processo de informação e sensibilização de professores, alunos, funcionários e a comunidade local de modo a assegurar a compreensão, participação, cooperação e adesão de toda a comunidade acadêmica no Programa de Avaliação Institucional.
  • Tem como objetivo implementar o processo de avaliação em caráter institucional, de acordo com as diretrizes, critérios e estratégias estabelecidas pelo Sistema Nacional da Educação Superior (SINAES), instituído pela Lei nº. 10861, de 14 de abril de 2004, em consonância com as diretrizes internas, princípios e critérios definidos pela Instituição de Ensino Superior (IES).
  • A Comissão Própria de Avaliação (CPA) da  Faculdade Espírito Santense de Ciências Jurídicas  compete coordenar e articular os processos de avaliação interna da instituição (autoavaliação), sistematizar e disponibilizar as informações por eles geradas, bem como prestar as informações solicitadas pelo INEP, com base no art. 11 da Lei nº. 10.861/2004.
  • A autoavaliação caracteriza-se por um processo contínuo que envolve a participação ativa de todos os segmentos da Instituição, buscando promover uma autoanálise segundo as dimensões previstas no SINAES, na perspectiva de relacionar a realidade institucional com o ideal desejado e, assim, refletir sobre as realizações da Instituição, sua organização e atuação, na busca constante da melhoria da qualidade da educação superior.

Composição da CPA – Comissão Própria de Avaliação

Representante dos Docentes: Susi Maria Rosindo;

Representante dos Discentes: Franciny Silva da Vitória;

Representante do Corpo Técnico Administrativo: Ericka Rodrigues Ribett;

Representante da Sociedade Civil Organizada: Pedro Henrique Almeida Gonçalves;

Coordenador: Ludmila Montibeller Pereira.

 

Regulamento

Regulamento Comissão Própria de Avaliação (CPA) Direito 

 

Resultados da Avaliação Institucional

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica docente

Resultados da Avaliação Institucional 2015 – Na ótica discente

Resultados  da Avaliação Institucional 2016 – Geral e Docente

Resultado Autoavaliação Institucional  2016 – Ótica Docente

Resultado Autoavaliação Institucional 2016  – Técnico-Administrativo

Selo CPA

Comissão Própria de Avaliação (CPA) Faculdade PIO XII

Comissão Própria de Avaliação (CPA) Faculdade PIO XII

Contato

E-mail: cpa@faculdade.pioxii-es.com.br
Rua Bolívar de Abreu, 48 - Campo Grande - Cariacica - ES (27) 3421-2563

Please leave this field empty.