Biomédicos podem atuar como Perito Criminal. Saiba mais!

 

Entre as mais de 30 áreas de atuação do Biomédico, há a área de perícia criminal. A cena de um crime pode produzir uma enorme quantidade de rastros de evidência. É trabalho do Perito Criminal separar o material incriminador do lixo circunstancial.

Um caso famoso, resolvido por um Biomédico que atua como Perito Criminal, foi o do padre Adelir de Carli, que viajou suspenso por mil balões de gás a partir do Paraná, em abril de 2008. Foi o Biomédico Rodrigo Grazinoli Garrido que teve como missão identificar o corpo do padre, encontrado mais de dois meses depois, no Rio de Janeiro.

Grazinoli foi, inclusive, convidado pela Faculdade PIO XII para ministrar uma palestra sobre “A atuação do Biomédico como Perito Criminal”, na IV Semana de Biomedicina, em 2008.

Outro Biomédico que esteve na PIO XII foi Carlos Augusto Chamoun, Perito Criminal da Polícia Civil do ES, que apresentou a palestra: “Recuperação e Identificação do DNA humano (Y-STR) do trato gastrointestinal de imaturos do díptero Chrysomya Albiceps ‘In Vitro’, nutridos com sêmen humano: simulação de análises perícias em casos de crimes sexuais com vítimas em decomposição”. Ele esteve na VII Semana de Biomedicina, em 2011.

Abaixo, saiba mais sobre a profissão:

O QUE É? PERITO CRIMINAL é o policial a serviço da justiça, especializado em encontrar ou proporcionar a chamada prova técnica ou prova pericial, mediante a análise científica de vestígios produzidos e deixados na prática de delitos. As atividades periciais são classificadas como de grande complexidade, em razão da responsabilidade e formação especializada revestidas no cargo.

O Perito Criminal estuda o corpo (ou objeto envolvido no delito), refaz o mecanismo do crime (para saber o que ocorreu), examina o local onde ocorreu o delito e efetua exames laboratoriais, entre outras coisas.

INGRESSO O cargo de Perito Criminal ou Criminalístico (podendo ser estadual ou federal) exige formação de nível superior em qualquer área do conhecimento, sendo que algumas Polícias exigem formação específica, como por exemplo, Biologia, Farmácia, Química, Biomedicina, Engenharias, Física, Matemática, dentre outras. Já o cargo de Perito Legista geralmente subdivide-se em Perito Médico-Legista (cargo privativo de médico) e Perito Odonto-Legista (cargo privativo de dentista). Os Peritos Criminais geralmente trabalham em locais de crime e nos Institutos de Criminalística, enquanto os Legistas geralmente trabalham nos Institutos Médicos Legais (IML).

Biomédicos podem atuar como Perito Criminal. Saiba mais!

 

Entre as mais de 30 áreas de atuação do Biomédico, há a área de perícia criminal. A cena de um crime pode produzir uma enorme quantidade de rastros de evidência. É trabalho do Perito Criminal separar o material incriminador do lixo circunstancial.

Um caso famoso, resolvido por um Biomédico que atua como Perito Criminal, foi o do padre Adelir de Carli, que viajou suspenso por mil balões de gás a partir do Paraná, em abril de 2008. Foi o Biomédico Rodrigo Grazinoli Garrido que teve como missão identificar o corpo do padre, encontrado mais de dois meses depois, no Rio de Janeiro.

Grazinoli foi, inclusive, convidado pela Faculdade PIO XII para ministrar uma palestra sobre “A atuação do Biomédico como Perito Criminal”, na IV Semana de Biomedicina, em 2008.

Outro Biomédico que esteve na PIO XII foi Carlos Augusto Chamoun, Perito Criminal da Polícia Civil do ES, que apresentou a palestra: “Recuperação e Identificação do DNA humano (Y-STR) do trato gastrointestinal de imaturos do díptero Chrysomya Albiceps ‘In Vitro’, nutridos com sêmen humano: simulação de análises perícias em casos de crimes sexuais com vítimas em decomposição”. Ele esteve na VII Semana de Biomedicina, em 2011.

Abaixo, saiba mais sobre a profissão:

O QUE É? PERITO CRIMINAL é o policial a serviço da justiça, especializado em encontrar ou proporcionar a chamada prova técnica ou prova pericial, mediante a análise científica de vestígios produzidos e deixados na prática de delitos. As atividades periciais são classificadas como de grande complexidade, em razão da responsabilidade e formação especializada revestidas no cargo.

O Perito Criminal estuda o corpo (ou objeto envolvido no delito), refaz o mecanismo do crime (para saber o que ocorreu), examina o local onde ocorreu o delito e efetua exames laboratoriais, entre outras coisas.

INGRESSO O cargo de Perito Criminal ou Criminalístico (podendo ser estadual ou federal) exige formação de nível superior em qualquer área do conhecimento, sendo que algumas Polícias exigem formação específica, como por exemplo, Biologia, Farmácia, Química, Biomedicina, Engenharias, Física, Matemática, dentre outras. Já o cargo de Perito Legista geralmente subdivide-se em Perito Médico-Legista (cargo privativo de médico) e Perito Odonto-Legista (cargo privativo de dentista). Os Peritos Criminais geralmente trabalham em locais de crime e nos Institutos de Criminalística, enquanto os Legistas geralmente trabalham nos Institutos Médicos Legais (IML).