Apagão atinge cidades do Espírito Santo

Várias cidades do Espírito Santo ficaram sem energia elétrica na noite desta terça-feira (11). A EDP Escelsa informou que o problema foi causado por uma ocorrência em uma subestação de energia de Furnas, que está ligada ao Sistema Interligado Nacional (SIN), afetando parte do Norte do estado e da Grande Vitória.

Em Vitória, moradores de bairros como Jardim da Penha, Praia do Canto e Mata da Praia relataram o apagão. Em Vila Velha, a Praia da Costa e o terminal rodoviário ficaram sem luz.

Também há registros de falta de energia elétrica na Serra e em Cariacica, na Grande Vitória. Cidades do interior também foram afetadas. Moradores relataram o problema em Linhares, Colatina e Aracruz.

Em nota, a empresa disse que a rede elétrica de distribuição encontra-se normal. A causa da ocorrência é apurada e será informada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN).

Hospital Infantil
O Hospital Infantil de Vitória ficou sem energia e houve falha no gerador. O aparelho não foi acionado após o apagão e crianças que estavam na UTI e CTI respirando com a ajuda de aparelhos tiveram que ser atendidas às pressas, no escuro, com respiradores manuais, de acordo com médicos e funcionários do local.

Um médico, que não quis se identificar, disse que a situação foi desesperadora. “O gerador deveria funcionar segundos depois do blecaute, mas não foi acionado e todo mundo ficou desesperado”, relata.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) informou que ocorreu um curto-circuito no gerador, mas que, após poucos minutos, ele voltou a funcionar. Ao saber do ocorrido, a equipe de manutenção e a direção do hospital foi ao local. Em nota, a secretaria informou que o blecaute não causou nenhum prejuízo aos pacientes.

Restabelecimento
Por volta das 21h30, moradores relataram o restabelecimento da energia elétrica em bairros como Jardim da Penha, em Vitória.

Fonte: G1

Apagão atinge cidades do Espírito Santo

Várias cidades do Espírito Santo ficaram sem energia elétrica na noite desta terça-feira (11). A EDP Escelsa informou que o problema foi causado por uma ocorrência em uma subestação de energia de Furnas, que está ligada ao Sistema Interligado Nacional (SIN), afetando parte do Norte do estado e da Grande Vitória.

Em Vitória, moradores de bairros como Jardim da Penha, Praia do Canto e Mata da Praia relataram o apagão. Em Vila Velha, a Praia da Costa e o terminal rodoviário ficaram sem luz.

Também há registros de falta de energia elétrica na Serra e em Cariacica, na Grande Vitória. Cidades do interior também foram afetadas. Moradores relataram o problema em Linhares, Colatina e Aracruz.

Em nota, a empresa disse que a rede elétrica de distribuição encontra-se normal. A causa da ocorrência é apurada e será informada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), órgão responsável pela coordenação e controle da operação das instalações de geração e transmissão de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN).

Hospital Infantil
O Hospital Infantil de Vitória ficou sem energia e houve falha no gerador. O aparelho não foi acionado após o apagão e crianças que estavam na UTI e CTI respirando com a ajuda de aparelhos tiveram que ser atendidas às pressas, no escuro, com respiradores manuais, de acordo com médicos e funcionários do local.

Um médico, que não quis se identificar, disse que a situação foi desesperadora. “O gerador deveria funcionar segundos depois do blecaute, mas não foi acionado e todo mundo ficou desesperado”, relata.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) informou que ocorreu um curto-circuito no gerador, mas que, após poucos minutos, ele voltou a funcionar. Ao saber do ocorrido, a equipe de manutenção e a direção do hospital foi ao local. Em nota, a secretaria informou que o blecaute não causou nenhum prejuízo aos pacientes.

Restabelecimento
Por volta das 21h30, moradores relataram o restabelecimento da energia elétrica em bairros como Jardim da Penha, em Vitória.

Fonte: G1