Aluna da PIO XII recebe troféu de 1º lugar na corrida Dez Milhas Garoto

Determinação, perseverança e superação. Essas são características chaves para alcançar o sucesso! No caso da nossa aluna do 6º Período de Direito, Rosimeria Vicente do Nascimento, a terceira característica foi ainda mais forte. Mesmo com uma lesão na panturrilha, a atleta, que recebe apoio da PIO XII, ficou em 1º lugar na 26ª corrida Dez Milhas Garoto, na categoria feminina de 25 a 29 anos. “Depois de dez quilômetros do percurso, senti um pouco de dor e tive que diminuir o ritmo, mas continuei firme até o final. Sei que meu tempo poderia ter sido melhor”, contou a atleta. “De qualquer forma, para mim, a corrida foi mesmo uma prova de superação”, concluiu.

574217577-img-1467_1002x626site

Rosimeria corre há 1 ano e meio, mas já tem se destacado como corredora. “Em minha casa, comecei a colecionar troféus e medalhas”, conta. Logo em sua primeira corrida, a jovem ficou em 4º lugar. “Inscrevi-me na ‘Corrida das Luzes’ sem pretensão de ganhar, mas consegui ficar bem colocada entre os 2 mil corredores”, lembra.

20150816_100406 (1)site

Quando a atleta começou a correr, ao contrário de hoje, sua meta era perder… só que perder peso! “Eu era gordinha e queria muito emagrecer, daí tive a ideia de correr para perder os quilinhos a mais que me incomodavam”. Rosimeria começou a correr e não parou mais.

Parabéns, Rosimeria! A PIO XII acredita no seu talento e, por isso, apoia sua carreira – tanto acadêmica quanto no esporte!

Professor também entra na corrida

O Professor Rivelino Amaral também participou das Dez Milhas Garoto – e pela primeira vez. Ele começou a correr por necessidade de manter um equilíbrio para o corpo. “Sempre tive o objetivo de correr as Dez Milhas, sempre imaginando como seria passar na Terceira Ponte e contemplar aquele visual da nossa cidade de Vitoria. No domingo, depois de um treinamento especifico, pude alcançar esse objetivo”, conta.

Para ele, a prova foi bem “puxada”, já que foram 16 quilômetros debaixo de um sol escaldante e de uma subida que parece não ter fim.  “Mas sem pressa e acreditando no resultado, tudo deu certo e completei a prova sempre com o pensamento: Temos que cuidar da saúde para que tenhamos mais tempo de vida com nossa família e amigos, nesse mundo tão corrido”, revela.

Rivelino ainda deixa um alerta: “Antes de iniciar qualquer atividade física, especialmente corrida, é fundamental procurar um médico”.

Parabéns, Professor, pela sua superação também!

a43d09cb48d4cbf70e20cf35c19ff3e8

Aluna da PIO XII recebe troféu de 1º lugar na corrida Dez Milhas Garoto

Determinação, perseverança e superação. Essas são características chaves para alcançar o sucesso! No caso da nossa aluna do 6º Período de Direito, Rosimeria Vicente do Nascimento, a terceira característica foi ainda mais forte. Mesmo com uma lesão na panturrilha, a atleta, que recebe apoio da PIO XII, ficou em 1º lugar na 26ª corrida Dez Milhas Garoto, na categoria feminina de 25 a 29 anos. “Depois de dez quilômetros do percurso, senti um pouco de dor e tive que diminuir o ritmo, mas continuei firme até o final. Sei que meu tempo poderia ter sido melhor”, contou a atleta. “De qualquer forma, para mim, a corrida foi mesmo uma prova de superação”, concluiu.

574217577-img-1467_1002x626site

Rosimeria corre há 1 ano e meio, mas já tem se destacado como corredora. “Em minha casa, comecei a colecionar troféus e medalhas”, conta. Logo em sua primeira corrida, a jovem ficou em 4º lugar. “Inscrevi-me na ‘Corrida das Luzes’ sem pretensão de ganhar, mas consegui ficar bem colocada entre os 2 mil corredores”, lembra.

20150816_100406 (1)site

Quando a atleta começou a correr, ao contrário de hoje, sua meta era perder… só que perder peso! “Eu era gordinha e queria muito emagrecer, daí tive a ideia de correr para perder os quilinhos a mais que me incomodavam”. Rosimeria começou a correr e não parou mais.

Parabéns, Rosimeria! A PIO XII acredita no seu talento e, por isso, apoia sua carreira – tanto acadêmica quanto no esporte!

Professor também entra na corrida

O Professor Rivelino Amaral também participou das Dez Milhas Garoto – e pela primeira vez. Ele começou a correr por necessidade de manter um equilíbrio para o corpo. “Sempre tive o objetivo de correr as Dez Milhas, sempre imaginando como seria passar na Terceira Ponte e contemplar aquele visual da nossa cidade de Vitoria. No domingo, depois de um treinamento especifico, pude alcançar esse objetivo”, conta.

Para ele, a prova foi bem “puxada”, já que foram 16 quilômetros debaixo de um sol escaldante e de uma subida que parece não ter fim.  “Mas sem pressa e acreditando no resultado, tudo deu certo e completei a prova sempre com o pensamento: Temos que cuidar da saúde para que tenhamos mais tempo de vida com nossa família e amigos, nesse mundo tão corrido”, revela.

Rivelino ainda deixa um alerta: “Antes de iniciar qualquer atividade física, especialmente corrida, é fundamental procurar um médico”.

Parabéns, Professor, pela sua superação também!

a43d09cb48d4cbf70e20cf35c19ff3e8