Acadêmicos do Curso de Ciências Contábeis participam de palestra no CRC-ES

Os alunos do Curso de Ciências Contábeis da PIO XII do turno matutino estiveram na sede do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-ES), em Vitória, para realizarem visita técnica, no dia 28 de maio.

A iniciativa da Professora Julyana Goldner Nunes, com o apoio do Coordenador do Curso, Professor Dorival Izidoro Angelo, teve a finalidade de proporcionar aos acadêmicos a obtenção de informações sobre o aspecto legal e normativo da profissão, além do conhecimento in loco de como funciona o órgão regulador das atividades contábeis.

A primeira palestra foi proferida pelo Vice-presidente do CRC-ES, Conselheiro Roberto Schulze, que deu boas vindas aos estudantes e discorreu sobre a profissão contábil desde a constituição do CFC/CRC’s em 1946, pelo Decreto-lei nº 9.295, até os dias de hoje, quando foi instituída a educação continuada (que deverá ser obrigatória, a partir de 2017, a todos os profissionais contábeis regularmente registrados).

Em seguida, o Coordenador de Fiscalização do CRC-ES, Rodrigo Sanz, fez uma explanação sobre a atuação do Conselho na fiscalização da profissão, enfatizando a responsabilidade no exercício dos serviços contábeis e, consequentemente, os processos disciplinares pelo não cumprimento do Código de Ética Profissional. Por fim, a Chefe do Setor de Registro, Kênia Cristina Bento, explicou sobre as providências necessárias para se efetuar o registro e se manter regular perante o Conselho de Contabilidade.

foto

Após as palestras, os estudantes tiveram a oportunidade de visitar todos os setores de trabalho da Regional, inclusive o gabinete do Presidente e o Plenário, onde os Conselheiros se reúnem para decidir sobre processos inerentes à profissão contábil.

Segundo o Professor Dorival, “as visitas técnicas ao CRC-ES são de grande valia para os estudantes de Ciências Contábeis, pois desde a graduação eles podem compreender a existência do órgão competente para zelar pela classe que, de um lado, apoia os profissionais na sua carreira contábil e, de outro, fiscaliza o exercício da profissão que deve ser desempenhada com ética e responsabilidade”.

Acadêmicos do Curso de Ciências Contábeis participam de palestra no CRC-ES

Os alunos do Curso de Ciências Contábeis da PIO XII do turno matutino estiveram na sede do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-ES), em Vitória, para realizarem visita técnica, no dia 28 de maio.

A iniciativa da Professora Julyana Goldner Nunes, com o apoio do Coordenador do Curso, Professor Dorival Izidoro Angelo, teve a finalidade de proporcionar aos acadêmicos a obtenção de informações sobre o aspecto legal e normativo da profissão, além do conhecimento in loco de como funciona o órgão regulador das atividades contábeis.

A primeira palestra foi proferida pelo Vice-presidente do CRC-ES, Conselheiro Roberto Schulze, que deu boas vindas aos estudantes e discorreu sobre a profissão contábil desde a constituição do CFC/CRC’s em 1946, pelo Decreto-lei nº 9.295, até os dias de hoje, quando foi instituída a educação continuada (que deverá ser obrigatória, a partir de 2017, a todos os profissionais contábeis regularmente registrados).

Em seguida, o Coordenador de Fiscalização do CRC-ES, Rodrigo Sanz, fez uma explanação sobre a atuação do Conselho na fiscalização da profissão, enfatizando a responsabilidade no exercício dos serviços contábeis e, consequentemente, os processos disciplinares pelo não cumprimento do Código de Ética Profissional. Por fim, a Chefe do Setor de Registro, Kênia Cristina Bento, explicou sobre as providências necessárias para se efetuar o registro e se manter regular perante o Conselho de Contabilidade.

foto

Após as palestras, os estudantes tiveram a oportunidade de visitar todos os setores de trabalho da Regional, inclusive o gabinete do Presidente e o Plenário, onde os Conselheiros se reúnem para decidir sobre processos inerentes à profissão contábil.

Segundo o Professor Dorival, “as visitas técnicas ao CRC-ES são de grande valia para os estudantes de Ciências Contábeis, pois desde a graduação eles podem compreender a existência do órgão competente para zelar pela classe que, de um lado, apoia os profissionais na sua carreira contábil e, de outro, fiscaliza o exercício da profissão que deve ser desempenhada com ética e responsabilidade”.