Acadêmicos participam de Feira de Troca de Brinquedos no Colégio PIO XII

Os acadêmicos de Biomedicina participaram de uma Feira de Troca de Brinquedos realizada no Colégio PIO XII, em homenagem ao Dia das Crianças. Cada aluno do colégio levou um brinquedo para trocar com outro colega, e os nossos acadêmicos promoviam diversas atividades enquanto a troca acontecia. “Nós, em parceria com a equipe pedagógica do Colégio PIO XII, desenvolvemos diversas atividades de recreação com as crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, como pintura de rosto, bola mania e teatro de fantoches”, contou a Professora Sigrid Costa, que acompanhou os acadêmicos durante a ação no Colégio.

O IMG-20151009-WA0014site O

A troca de brinquedos no colégio foi uma forma de fazer as crianças e seus familiares refletirem sobre o consumismo e geração de resíduos desnecessários, além de promover interação entre os pequeninos.  Mais uma vez, a parceria entre Faculdade e Colégio PIO XII foi um sucesso. “A troca de brinquedos se tornou uma grande festa”, lembrou a Professora Sigrid.


O O

Essas feiras de trocas surgiram no Canadá em 1980. Aqui no Brasil, essa ideia surgiu em 2012. A campanha foi lançada pelo Instituto Alana e se espalhou por alguns estados brasileiros, seguindo sempre um mesmo padrão.

O

Além de ser uma atividade divertida, as feiras de troca possibilitam entrosamento e socialização entre os pequenos. Muito mais do que trocar brinquedos que já não interessam como antes, a experiência é enriquecedora por dar novos significados a objetos antigos e afirmar que as relações não precisam ser pautadas na compra.

 

 

Acadêmicos participam de Feira de Troca de Brinquedos no Colégio PIO XII

Os acadêmicos de Biomedicina participaram de uma Feira de Troca de Brinquedos realizada no Colégio PIO XII, em homenagem ao Dia das Crianças. Cada aluno do colégio levou um brinquedo para trocar com outro colega, e os nossos acadêmicos promoviam diversas atividades enquanto a troca acontecia. “Nós, em parceria com a equipe pedagógica do Colégio PIO XII, desenvolvemos diversas atividades de recreação com as crianças da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, como pintura de rosto, bola mania e teatro de fantoches”, contou a Professora Sigrid Costa, que acompanhou os acadêmicos durante a ação no Colégio.

O IMG-20151009-WA0014site O

A troca de brinquedos no colégio foi uma forma de fazer as crianças e seus familiares refletirem sobre o consumismo e geração de resíduos desnecessários, além de promover interação entre os pequeninos.  Mais uma vez, a parceria entre Faculdade e Colégio PIO XII foi um sucesso. “A troca de brinquedos se tornou uma grande festa”, lembrou a Professora Sigrid.


O O

Essas feiras de trocas surgiram no Canadá em 1980. Aqui no Brasil, essa ideia surgiu em 2012. A campanha foi lançada pelo Instituto Alana e se espalhou por alguns estados brasileiros, seguindo sempre um mesmo padrão.

O

Além de ser uma atividade divertida, as feiras de troca possibilitam entrosamento e socialização entre os pequenos. Muito mais do que trocar brinquedos que já não interessam como antes, a experiência é enriquecedora por dar novos significados a objetos antigos e afirmar que as relações não precisam ser pautadas na compra.