3 características do perfil profissional que as empresas não querem demitir.

As notícias e indicadores que recebemos diariamente são alarmantes e se você não tiver um bom controle emocional pode entrar em desespero facilmente. É difícil pensar na carreira profissional, fazer planos e seguir com projetos ousados quando se está no meio de uma crise de tamanha grandeza, como a que assola nosso país. No entanto, um olhar atento e diferenciado  pode nos mostrar aquele caminho que não estávamos enxergando e que nos dará o impulso que tanto desejávamos.

Provavelmente você já teve ou ouviu essa conversa: em tempos de crise as empresas seguram os seus funcionários o quanto podem, só demitindo em último caso, e demoram muito a contratar novamente quando as coisas melhoram. Se estamos em crise, imediatamente somos levados a pensar nas taxas de desemprego que vão aumentar, como já mostram os últimos dados divulgados amplamente pela mídia. Sabemos que haverá mais demissões. Sabemos que profissionais com anos de experiência perderão seus postos. Agora vamos mudar o ângulo: Quem será que as empresas vão manter em seus times? Qual o perfil desse profissional que as empresas não abrem mão? Ou ainda sob a ótica do empregador: Quem é o profissional que está apto a segurar as ondas garantindo o crescimento que for possível? Quem estará preparado para enxergar as saídas, as oportunidades enviesadas?

Dedicação

Ter pessoas dedicadas ao trabalho é algo realmente muito desejoso, apesar de dedicação parecer ser premissa básica, muitas pessoas trabalham por pura obrigação de levar aquela receita para seus lares. Pessoas dedicadas em geral gostam do que fazem e tem um alto grau de responsabilidade e comprometimento com as entregas que realizam. Profissionais dedicados certamente são interessantes para uma empresa manter.

Confiança

Pessoas confiáveis são grandes trunfos para uma empresa. Em geral a confiança está atrelada ao tempo e ao conhecimento acumulado por um profissional. Autoridades são confiáveis. Nós acreditamos e confiamos nas informações vindas de especialistas, pois de fato eles têm propriedade, experiência e conhecimento adquiridos ao longo do tempo para tal.  Tornar-se uma autoridade no que você faz é um bom caminho para gerar e fortalecer relações de confiança. Se você ainda não se sente uma autoridade na sua área, comece agora a buscar e realizar o que for preciso. As relações de confiança são muito importantes para os empregadores e profissionais confiáveis também tendem a ser preservados.

Qualificação

A necessidade em se manter competitivo não é nenhuma novidade. Pessoas com boa qualificação em geral são valorizadas e mantidas. Atuar em um mercado difícil, com equipes reduzidas, quando os resultados estão comprometidos, com muita pressão e instabilidade quanto ao próprio emprego é tarefa para profissionais que estejam muito bem preparados. Uma boa qualificação profissional garante o preparo necessário para o enfrentamento das adversidades com equilíbrio e sucesso. A qualificação através de um curso de pós-graduação, por exemplo, é uma experiência muito rica, não apenas pelo aprendizado que os profissionais têm com os professores, que em geral são profissionais com mais tempo de mercado e estão mais do que aptos a ensinar os melhores caminhos, mas também pela possibilidade da abertura do olhar para novos temas e oportunidades. Certamente as empresas não querem demitir profissionais qualificados . São profissionais com perfil adequado para enfrentar os tempos difíceis e enxergar oportunidades de uma maneira muito realista.

É claro que não há uma fórmula pronta, uma garantia de empregabilidade. mas a junção das três características acima compõe o perfil de profissionais que as empresas desejam em qualquer tempo, primordialmente em momentos difíceis.

Equipe de Conteúdo – Faculdade PIO XII. 

Use e compartilhe nosso conteúdo lembrando sempre de citar a fonte.

Pós_Graduação_MBA_inscrições_abertas

3 características do perfil profissional que as empresas não querem demitir.

As notícias e indicadores que recebemos diariamente são alarmantes e se você não tiver um bom controle emocional pode entrar em desespero facilmente. É difícil pensar na carreira profissional, fazer planos e seguir com projetos ousados quando se está no meio de uma crise de tamanha grandeza, como a que assola nosso país. No entanto, um olhar atento e diferenciado  pode nos mostrar aquele caminho que não estávamos enxergando e que nos dará o impulso que tanto desejávamos.

Provavelmente você já teve ou ouviu essa conversa: em tempos de crise as empresas seguram os seus funcionários o quanto podem, só demitindo em último caso, e demoram muito a contratar novamente quando as coisas melhoram. Se estamos em crise, imediatamente somos levados a pensar nas taxas de desemprego que vão aumentar, como já mostram os últimos dados divulgados amplamente pela mídia. Sabemos que haverá mais demissões. Sabemos que profissionais com anos de experiência perderão seus postos. Agora vamos mudar o ângulo: Quem será que as empresas vão manter em seus times? Qual o perfil desse profissional que as empresas não abrem mão? Ou ainda sob a ótica do empregador: Quem é o profissional que está apto a segurar as ondas garantindo o crescimento que for possível? Quem estará preparado para enxergar as saídas, as oportunidades enviesadas?

Dedicação

Ter pessoas dedicadas ao trabalho é algo realmente muito desejoso, apesar de dedicação parecer ser premissa básica, muitas pessoas trabalham por pura obrigação de levar aquela receita para seus lares. Pessoas dedicadas em geral gostam do que fazem e tem um alto grau de responsabilidade e comprometimento com as entregas que realizam. Profissionais dedicados certamente são interessantes para uma empresa manter.

Confiança

Pessoas confiáveis são grandes trunfos para uma empresa. Em geral a confiança está atrelada ao tempo e ao conhecimento acumulado por um profissional. Autoridades são confiáveis. Nós acreditamos e confiamos nas informações vindas de especialistas, pois de fato eles têm propriedade, experiência e conhecimento adquiridos ao longo do tempo para tal.  Tornar-se uma autoridade no que você faz é um bom caminho para gerar e fortalecer relações de confiança. Se você ainda não se sente uma autoridade na sua área, comece agora a buscar e realizar o que for preciso. As relações de confiança são muito importantes para os empregadores e profissionais confiáveis também tendem a ser preservados.

Qualificação

A necessidade em se manter competitivo não é nenhuma novidade. Pessoas com boa qualificação em geral são valorizadas e mantidas. Atuar em um mercado difícil, com equipes reduzidas, quando os resultados estão comprometidos, com muita pressão e instabilidade quanto ao próprio emprego é tarefa para profissionais que estejam muito bem preparados. Uma boa qualificação profissional garante o preparo necessário para o enfrentamento das adversidades com equilíbrio e sucesso. A qualificação através de um curso de pós-graduação, por exemplo, é uma experiência muito rica, não apenas pelo aprendizado que os profissionais têm com os professores, que em geral são profissionais com mais tempo de mercado e estão mais do que aptos a ensinar os melhores caminhos, mas também pela possibilidade da abertura do olhar para novos temas e oportunidades. Certamente as empresas não querem demitir profissionais qualificados . São profissionais com perfil adequado para enfrentar os tempos difíceis e enxergar oportunidades de uma maneira muito realista.

É claro que não há uma fórmula pronta, uma garantia de empregabilidade. mas a junção das três características acima compõe o perfil de profissionais que as empresas desejam em qualquer tempo, primordialmente em momentos difíceis.

Equipe de Conteúdo – Faculdade PIO XII. 

Use e compartilhe nosso conteúdo lembrando sempre de citar a fonte.

Pós_Graduação_MBA_inscrições_abertas